Anuncie no Força Logística
Comunicação com o blog Força Logística somente por e-mail:
brazilverde@gmail.com

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

O que é ANS.

O que é ANS (Acordo de Nível de Serviço) ou SLA, do inglês Service Level Agreement?

É a parte do contrato de serviços entre duas ou mais entidades no qual o nível da prestação de serviço é definido formalmente. Na prática, é usado na determinação de tempo de entregas de um serviço ou de um desempenho específico.
Pode incluir, portanto:

• Disponibilidade: Por exemplo, durante o ano o sistema de um provedor de Internet, poderá ficar indisponível no máximo, 8,7 horas, isto é, deverá ter 99,9% de disponibilidade.
• Incidência de erros: Por exemplo, durante um ano, o sistema de compensação de cheques não deverá registrar, mais que 1 (um) erro a cada 1000000 (um milhão) de operações processadas.
• Performance (desempenho): Por exemplo, o sistema de processamento e impressão da folha de pagamento dos servidores do governo estadual, deverá processar e imprimir a folha de pagamento em no máximo 2 segundos a cada 10 servidores processados.
• Prioridades e performance (desempenho): Por exemplo, solicitações classificadas como “urgentes”, deverão ser resolvidas em até 8 horas; solicitações “importantes”, serão resolvidas em até 24 horas e solicitações “rotineiras”, serão resolvidas em até 42 horas.


Transporte:

O transporte mobiliza o produto entre diferentes estágios da cadeia de suprimento. Exerce grande influência tanto na resposta, quanto na eficiência. O tipo de transporte adotado por uma empresa também afeta os estoques e a localização das instalações na cadeia de suprimento.
As empresas possuem seis opções básicas de meios de transporte:

• Via aérea:- meio mais caro, porém o mais rápido.
• Rodoviário:- meio relativamente rápido e barato, com altos níveis de flexibilidade.
• Ferroviário:- meio barato utilizado para grandes quantidades.
• Fluvial/marítimo:- meio mais lento, mas muitas vezes, a única opção econômica para grandes transportes que atende a certas regiões ou o exterior.
• Dutos:- usados para transportar óleo e gás.
• Transporte eletrônico:- o mais novo meio de transporte via INTERNET. O CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico) é um documento emitido e armazenado eletronicamente, com intuito de documentar, para fins fiscais, uma prestação de serviços de transporte de cargas ocorrida entre partes, garantida juridicamente pela assinatura digital do emitente pela autorização de uso do documento eletrônico, fornecida pelo fisco.

Cada meio de transporte possui características diferentes no que se refere à velocidade, dimensão das entregas, desde pacotes individuais à paletes (plataformas com carga empilhada) de caminhões carregados à navios, custo da entrega e flexibilidade de rota. Essas particularidades definem os meios e ajudam a empresa a definir a melhor opção.
Outra grande decisão que deve ser tomada diz respeito à seleção da rota e da rede. A rota é o caminho pelo qual o produto é transportado e a rede é o grupo de locais e rotas pelo qual, um produto pode ser transportado.
O transporte ainda pode ser in house ou terceirizado. Tradicionalmente, a maior parte do transporte é realizada internamente (in house), isto é, a empresa possui seu próprio meio de transporte, contudo a terceirização desse segmento vem tomando grandes proporções. Assim, sistemas logísticos inteiros têm sido terceirizados. Autor laércio Borges FORÇA LOGÍSTICA A FORÇA DO BRASIL
Postar um comentário

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o FORÇA LOGÍSTICA gratuito:

Governo planeja publicar novo decreto dos portos nesta quarta-feira (10)

Governo planeja publicar novo decreto dos portos nesta quarta-feira (10)   O setor portuário pode receber investimentos de a...