Força Logística Força Logística,O que é logística e definição,resumo de logística,o que é conceito,importância,transporte de mercadorias,Conceito de Logistica,definição e o que é,o que é logística?,Entrar força Logística Força Logística. O que é logística e definição. resumo de logística. o que é conceito. importância transporte de mercadorias. Conceito de Logistica. definição e o que é. o que é logística?. Entrar Força Logística Laércio Borges
Anuncie no Força Logística
Comunicação com o blog Força Logística somente por e-mail:
brazilverde@gmail.com

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Porto de Santos recebe licença operacional do Ibama

Porto de Santos recebe licença operacional do Ibama O Porto de Santos, maior porto do país, recebeu do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente -Ibama a sua licença de operação. A assinatura do termo de licenciamento, a mais importante entre as três modalidades de licença ambiental, foi realizada na manhã de hoje (26), no Ministério do Meio Ambiente (MMA), em Brasília. Participaram da solenidade, o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, e a presidente do Ibama, Suely Araújo, o secretário Nacional de Portos, Luiz Otávio, que representou o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, os diretores da Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ, Adalberto Tokarski (diretor-geral) e Mário Povia, secretários da pasta do meio ambiente e parlamentares. A cerimônia de hoje encerra 13 anos de busca da regularização, quando foram elaborados diversos estudos e implantados inúmeros ajustes necessários à proteção ambiental no porto santista e que envolveu uma ação conjunta de todos os órgãos públicos intervenientes nas atividades do porto, como a ANTAQ, o Ministério dos Transportes e, naturalmente, a Codesp. Para o presidente da Companhia Docas de São Paulo (Codesp), Alex Oliva, sua finalização, ao invés de significar uma pausa no assunto ambiental, ao contrário, “consolida o funcionamento de um dos maiores programas preventivos de controle e de mitigação de impactos ambientais de uma atividade produtiva, que será cumprido com todo rigor”. O diretor-geral da ANTAQ também saudou a licença operacional do Porto de Santos: “Trata-se de um exemplo para os demais portos que buscam finalizar seus licenciamentos, da mesma forma que para o setor aquaviário em geral, público e privado, e para a sociedade como um todo”, destacou. E prosseguiu Adalberto Tokarski: “O êxito dessa ação tem um ganho comercial inestimável. O mercado, certamente, receberá essa sinalização de maneira adequada – não haverá atividade aquaviária com o sacrifício do seu meio ambiente. E essa resposta da Codesp é uma resposta de Diretorias e Presidência plenamente comprometidas com a qualidade do que fazem, o que resultará num reconhecimento de todos, os usuários do porto, seus reguladores e até a comunidade em geral”. A Agência foi peça importante na finalização do processo de regularização ambiental do porto santista e a consequente emissão da sua licença de operação, obtida após algumas reuniões realizadas ao longo deste ano, tendo de um lado o diretor-geral da ANTAQ e o presidente da Codesp e, de outro, a presidente do Ibama e chefias daquele órgão de licenciamento. R$ 100 milhões Com o processo de regularização ambiental, capitaneado pela CODESP como consequência de sua licença, fica instituído o maior conjunto de programas básicos ambientais – PBA a serem executados por uma autoridade portuária, envolvendo recursos em torno de R$ 100 milhões anuais na proteção do meio ambiente. O maior deles – o programa de gestão de resíduos oriundos da dragagem no porto – consome grande parte desses recursos, englobando todo o controle das águas dentro e fora do estuário santista. O restante fica por conta da proteção da fauna e da flora dessa região estuarina, da qualidade de ar, do controle do nível de ruído e da paisagem santista, além de programas de educação ambiental a serem executados em parceria com o setor privado. Fonte: A Tribuna FORÇA LOGÍSTICA A FORÇA DO BRASIL

terça-feira, 25 de abril de 2017

Toda a cúpula política do Brasil sob a mira da Justiça


Toda a cúpula política do Brasil sob a mira da Justiça
Os cães indicaram expressões faciais felizes como positivas e as de raiva como negativas.Cães conseguem entender as expressões faciais dos donos Temer em reunião com deputados. Nove ministros são investigados.© Joédson Alves Temer em reunião com deputados. Nove ministros são investigados. Nos últimos dias, Brasília vivia um clima de ansiedade elevado à enésima potência diante da iminente quebra de sigilo das informações provenientes das 78 delações de executivos e ex- executivos da empreiteira Odebrecht no âmbito da Operação Lava Jato. A tensão ficou clara nesta terça-feira quando as primeiras notícias surgiram citando nomes dos envolvidos e, antes mesmo de uma confirmação oficial por meio do Supremo Tribunal Federal. O jornal O Estado de S. Paulo antecipou no meio da tarde a informação de que o STF havia solicitado 83 inquéritos. Horas depois, o Supremo divulgou a temida lista de Fachin, que colocou sob a mira da Justiça toda a cúpula política brasileira: oito ministros do Governo Michel Temer, quatro ex-presidentes da República, e 71 parlamentares, entre deputados e senadores. MAIS INFORMAÇÕES Morte de Teori Zavascki converte Lava Jato em um enigma Aberta a bolsa de apostas para a vaga de Teori no Supremo Cármen Lúcia homologa as delações da Odebrecht, uma nova bomba na Lava Jato À espera de que Cármen Lúcia acenda o pavio das delações da Odebrecht Diante de tamanha hecatombe, o Congresso não teve outra alternativa, senão interromper os trabalhos. Com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício de Oliveira (PMDB), entre os citados pelo Supremo, a sessão em que seria votada a renegociação de dívida dos Estados foi encerrada sem a análise da proposta. O mesmo ocorreu no Senado Federal. Ao todo, 29 senadores e 42 deputados federais foram citados pelos delatores. A pluripartidária lista de investigados no STF atinge ao menos 108 políticos e pessoas ligadas a eles, incluindo um ministro do Tribunal de Contas da União. Há ainda 201 petições que não tramitam no Supremo, mas em outras instâncias, como o Superior Tribunal de Justiça, Tribunais de Justiça dos Estados ou varas federais. Entre eles, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (ambos do PT), além de prefeitos e governadores. ORIGEM: .bp.blogspot.com FORÇA LOGÍSTICA A FORÇA DO BRASIL

segunda-feira, 24 de abril de 2017

ODEBHECHT UMA HISTORIA QUE COINCIDE COM O BRASIL

ODEBHECHT UMA HISTORIA QUE COINCIDE COM O BRASIL Organização Odebrecht: uma história de contínuo desenvolvimento. Navegue pela trajetória de mais de sete décadas da Organização. 1940 1950 1960 1970 1980 1990 2000 2010 DÉCADA DE 1940 1944 O início Jovem engenheiro Norberto Odebrecht Em Salvador, Bahia, o jovem engenheiro Norberto Odebrecht cria a empresa que dá origem à Organização Odebrecht. Desde a fundação, havia uma ideia simples, que até hoje está na base da filosofia da Organização: identificar, integrar e desenvolver jovens com talento e disposição para o empresariamento. Click Me! 1944 Os precursores O DNA da Organização remonta ao ano de 1856, data da chegada de Emil Odebrecht ao Brasil. Seguindo o fluxo da imigração germânica no país, o engenheiro alemão se fixou no Vale do Itajaí, em Santa Catarina. Casado com Bertha Bichels, teve 15 filhos. Um de seus netos, Emílio Odebrecht – pai de Norberto – se enveredaria pelo setor de Construção Civil e comprovaria a veia empreendedora da família Odebrecht. A construtora Isaac Gondim e Odebrecht Ltda. foi a primeira empresa de Emílio Odebrecht. Em 1923, criaria a Emílio Odebrecht & Cia., responsável por várias edificações no período entre guerras, no Nordeste brasileiro. Com o início da 2ª Guerra Mundial, os materiais de construção vindos da Europa tornaram-se caros e escassos, deflagrando uma crise no setor. Emílio retirou-se dos negócios e coube a seu filho, Norberto, substituí-lo, em 1941. Click Me! 1945 Obras na Bahia Círculo Operário, Salvador (BA) Estaleiro Fluvial da Ilha do Fogo Edifício Belo Horizonte PrevNext Entre 1945 e 1948, Norberto Odebrecht realiza obras em Salvador e no interior da Bahia e começa a construir uma marca diferenciada de qualidade e inovação. Entre os projetos, estavam o Círculo Operário (1946), o Estaleiro Fluvial da Ilha do Fogo (1947), e o cais e a ponte de atracação em Canavieiras (1948). Inovação construtiva, planejamento e produtividade permitiram a conclusão do Edifício Belo Horizonte em sete meses, quando a média na época era de três anos. Click Me! DÉCADA DE 1950 1952 A primeira hidrelétrica Usina Hidrelétrica de Correntina, Bahia A Odebrecht constrói sua primeira usina hidrelétrica. A UHE de Correntina foi implantada na divisa da Bahia com Goiás. Click Me! 1953 Início de uma parceria Foi realizada a primeira obra para a Petrobras: o acampamento do projeto Oleoduto Catu-Candeias, na Bahia, para o transporte do óleo extraído no novo campo de Catu da Refinaria de Mataripe. Click Me! 1954 Construtora Norberto Odebrecht A empresa original da Organização torna-se sociedade anônima e passa a denominar-se Construtora Norberto Odebrecht S.A. (CNO). Click Me! 1957 Teatro Castro Alves Teatro Castro Alves, Salvador (BA) Construção do Teatro Castro Alves, em Salvador. As obras foram realizadas em 11 meses e entregues oficialmente ao Estado em julho de 1958. Após um incêndio que destruiu o empreendimento, o teatro foi reinaugurado em 1967, também com construção da Odebrecht. Click Me! 1959 Início das contribuições culturais Homenagem à Bahia Antiga A publicação do livro Homenagem à Bahia Antiga, do historiador José Valladares, apoiada pela Odebrecht, marca o início da contribuição à cultura da Organização. Click Me! DÉCADA DE 1960 1961 Expansão no Nordeste Com a abertura de sua filial em Recife, estimulada pela ação da Sudene, a Odebrecht expande a atuação para o Nordeste do Brasil. Em 1963, conquista uma série de obras em Pernambuco: as fábricas da Willys Overland, Coperbo, Alpargatas Confecções e das Tintas Coral do Nordeste. Click Me! 1965 Responsabilidade Social Fundação Odebrecht - No Caminho das Águas É criada a Fundação Odebrecht com o intuito de auxiliar os integrantes da Organização. Hoje, seu conjunto de ações se concentra na região do Baixo Sul da Bahia e são voltadas aos jovens. Click Me! 1969 Expansão para o Sudeste Edifício-sede da Petrobras, Rio de Janeiro Aeroporto Internacional do Galeão, Rio de Janeiro Usina Termonuclear Angra, Rio de Janeiro PrevNext A partir de 1969, a Organização expande-se para o Sudeste brasileiro. Constrói, no Rio de Janeiro, o edifício-sede da Petrobras, o campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o Aeroporto Internacional do Galeão e a Usina Termonuclear Angra I. Click Me! DÉCADA DE 1970 1973 Atuação Nacional Ponte Colombo Salles, Santa Catarina Teatro Amazonas, Manaus PrevNext A Odebrecht torna-se uma empresa de atuação nacional, com obras na maioria dos estados brasileiros, como a construção da Ponte Colombo Salles, em Florianópolis (SC), e a restauração do Teatro Amazonas, em Manaus (AM). Com mais de 500 obras a seu crédito, a Odebrecht se encontrava em equilíbrio financeiro e já era uma das principais construtoras do Nordeste. Click Me! 1979 Diversificação e Internacionalização Odebrecht Perfurações Ltda. Companhia Petroquímica Camaçari, Bahia Hidrelétrica Charcani V, Peru Celebrando a Internacionalização PrevNext Tem início a diversificação dos Negócios, com a criação da Odebrecht Perfurações Ltda. , responsável pela perfuração de poços de petróleo, e a aquisição de 1/3 do capital da Companhia Petroquímica Camaçari (CPC), o primeiro investimento no setor petroquímico. Internacionalização: são assinados os primeiros contratos fora do país, no Peru (Hidrelétrica Charcani V ) e no Chile (obras de desvio do Rio Mau Le para a Hidrelétrica Colbún Machicura). Click Me! DÉCADA DE 1980 1980 Engenharia e Construção Com a incorporação da Companhia Brasileira de Projetos e Obras (CBPO) – empresa responsável por obras de grandes rodovias paulistas, como Imigrantes, Trabalhadores e Castelo Branco –, a Odebrecht entra no segmento de hidrelétricas e expande sua atuação em Engenharia e Construção no Brasil. Click Me! 1981 Odebrecht S.A. É criada a holding Odebrecht S.A., voltada para a preservação das concepções filosóficas e o direcionamento dos Negócios. Click Me! 1984 Angola Hidrelétrica de Capanda, Angola Início da atuação em Angola, com a assinatura do contrato para a construção da Hidrelétrica de Capanda, capaz de gerar 520 MW de energia. Ampliação dos investimentos em petroquímica com a compra de ações da Salgema. Click Me! 1985 Projetos no exterior As obras da Organização no exterior representavam cerca de 30% dos contratos em carteira. Click Me! 1986 Engenharia e Petroquímica Novos investimentos em petroquímica com a aquisição de ações da Poliolefinas, PPH e Unipar. Incorporação da Tenenge, empresa especializada em montagem industrial com participação em mais de um terço do parque hidrelétrico do Brasil. Click Me! 1986 Novos Investimentos Novos investimentos em petroquímica com a aquisição de ações da Poliolefinas, PPH e Unipar. Incorporação da Tenenge, especializada em montagem industrial. Click Me! 1987 Argentina e Equador Projeto de Irrigação Santa Elena, Equador Hidrelétrica de Pichi Picún Leufú (PPL), Patagônia PrevNext Tem início a construção da Hidrelétrica de Pichi Picún Leufú (PPL), na Patagônia, primeira obra da Odebrecht na Argentina. No mesmo ano, a Organização chegava ao Equador, com as obras do projeto de Irrigação Santa Elena, em Guayaquil. Click Me! 1988 Portugal Ponte Vasco da Gama: obra da Bento Pedroso Construções e marco de Lisboa Fundação Odebrecht PrevNext A Odebrecht adquire a construtora José Bento Pedroso & Filhos e inicia sua atuação em Portugal. A nova empresa é batizada de Bento Pedroso Construções. A Fundação Odebrecht redireciona o foco de sua atuação para a educação de jovens da região do Baixo Sul da Bahia. Click Me! DÉCADA DE 1990 1991 Estados Unidos Metromover Contribuições da Odebrecht para o desenvolvimento de Miami, Estados Unidos PrevNext Tem início a atuação nos Estados Unidos, sendo a primeira empresa brasileira a realizar uma obra pública no país. O primeiro projeto conquistado é o Metromover. Na Inglaterra, é adquirida a SLP Engineering, especializada na construção de plataformas de petróleo. Norberto Odebrecht transfere a presidência da Odebrecht S.A. para seu filho, Emílio Odebrecht, e concentra-se na Presidência do Conselho de Administração. Click Me! 1992 Colômbia, México e Venezuela Polo Petroquímico de Triunfo, Rio Grande do Sul Centro Comercial El Lago, Venezuela Barragem Los Huítes, México PrevNext A construção da Barragem Los Huítes e do Centro Comercial El Lago dão início à atuação no México e na Venezuela, respectivamente. Conquista da concorrência para construir a Ferrovia La Loma-Santa Marta, na Colômbia. Aquisição, em associação com o Grupo Ipiranga, do controle acionário da Copesul – a central de matérias-primas do Polo Petroquímico de Triunfo, no Rio Grande do Sul. Click Me! 1993 Concessões Primeira plataforma semissubmersível Rodovia Acesso Oeste, na Argentina PrevNext Conquista do primeiro contrato em regime de concessão fora do Brasil: o Acesso Oeste a Buenos Aires, na Argentina. Construção, em Cingapura, da primeira plataforma semissubmersível: a P-18, para a Petrobras. Click Me! 1994 50 anos A Organização Odebrecht completa 50 anos de história com presença em 21 países e 34 mil integrantes. Click Me! 1995 Petroquímica e Saneamento Unidade Limeira: a primeira concessão em saneamento da Organização É criada a OPP Química, formada pelos ativos da PPH e da Poliolefinas, que haviam sido adquiridos no âmbito do Programa Nacional de Desestatização, em 1993. Em 1995, a primeira empresa privada responsável por serviços públicos de saneamento, a então Odebrecht Engenharia Ambiental, conquista sua primeira concessão, em Limeira, interior de São Paulo. Click Me! 1996 Trikem A partir da aquisição do controle acionário da CPC e da Salgema, ocorrida em 1994, também no âmbito do Programa Nacional de Desestatização, é formada a Trikem. Click Me! 1998 2ª Geração Norberto Odebrecht retira-se dos negócios e concentra-se na Presidência do Conselho de Curadores da Fundação Odebrecht. Emílio Odebrecht assume a presidência do Conselho de Administração da Odebrecht S.A. Click Me! DÉCADA DE 2000 2001 Reconhecimento internacional Aquisição, em leilão, do controle da Companhia Petroquímica Nordeste (Copene), central de matérias-primas do Polo Petroquímico de Camaçari, na Bahia. A Odebrecht se torna o maior grupo petroquímico da América do Sul. A Odebrecht torna-se, de acordo com a principal revista de engenharia do mundo, a norte-americana ENR (Engineering News Records), a maior empresa na construção de usinas hidrelétricas e aquedutos, a maior construtora da América Latina e uma das 30 maiores exportadoras de serviços do mundo. Click Me! 2002 Nasce a Braskem Braskem Emílio Odebrecht transfere a presidência da Odebrecht S.A. para Pedro Novis e concentra-se na Presidência do Conselho de Administração da empresa. Criação da Braskem, que reúne todos os ativos petroquímicos da Organização. Click Me! 2003 Prêmio Odebrecht de Pesquisa Histórica Prêmio Odebrecht de Pesquisa Histórica - Clarival do Prado Valladares Pista do Aeroporto Internacional de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos PrevNext A Odebrecht alcança a marca histórica de 1.000 integrantes com mais de 25 anos de trabalho. Lançado o Prêmio Odebrecht de Pesquisa Histórica - Clarival do Prado Valladares, de incentivo ao desenvolvimento da historiografia brasileira. Tem início a atuação nos Emirados Árabes Unidos. Click Me! 2004 60 anos A Organização comemora 60 anos de fundação, com presença em 16 países e 40 mil integrantes. A Odebrecht é eleita a Melhor Empresa de Engenharia da América Latina, pela revista Global Finance. Click Me! 2006 Óleo e Gás Odebrecht Óleo e Gás Odebrecht Óleo e Gás: Vídeo Institucional PrevNext Criação da Odebrecht Óleo e Gás, por meio da qual a Organização retoma os investimentos em perfuração offshore. Click Me! 2007 Agroindústria e Realizações Imobiliárias Odebrecht Agroindustrial Projeto do Parque da Cidade, em São Paulo, da Odebrecht Realizações Imobiliárias Rodovia Beira-Machipanda, em Moçambique PrevNext É criada a Odebrecht Agroindustrial, com o nome original de ETH Bioenergia, para atuar desde a produção e moagem de cana-de-açúcar até a venda dos produtos finais. Nasce a Odebrecht Realizações Imobiliárias, que desenvolve projetos residenciais, empresariais, comerciais, turísticos e multiusos no Brasil. Após dez anos, a Organização retoma presença em Moçambique e tem início a atuação na Líbia e na Libéria. São adquiridos os ativos petroquímicos do Grupo Ipiranga. Click Me! 2008 Energia Usina Hidrelétrica Santo Antonio, Porto Velho (RO) Começa a construção da Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira, em Rondônia, marco do setor energético brasileiro. A obra foi o ponto de partida do Programa de Qualificação Profissional Continuada - Acreditar, que prioriza a contratação de trabalhadores locais por meio da formação de mão de obra. Click Me! 2009 Sustentabilidade A Odebrecht Ambiental passou a concentrar as operações do setor de saneamento A primeira planta de Eteno Verde da Braskem produz o plástico “verde” PrevNext Pedro Novis transfere a presidência da Odebrecht S.A. para Marcelo Odebrecht – filho de Emílio. A atuação da Organização no setor de saneamento passou a se concentrar na Odebrecht Ambiental, com o primeiro nome de Foz do Brasil. A Braskem começa a construir a primeira planta de Eteno Verde no Rio Grande do Sul, matéria-prima de fonte renovável para a produção do plástico “verde”. Click Me! DÉCADA DE 2010 2010 Liderança e Mobilidade Melhor Empresa Familiar do Mundo Odebrecht TransPort Unidade Paraguaçu, na Bahia, primeiro projeto da Enseada Indústria Naval PrevNext A Organização Odebrecht é eleita a Melhor Empresa Familiar do Mundo pelo International Institute for Management Development (IMD), da Suíça. Com a criação da Odebrecht TransPort, são intensificados os investimentos em transporte e logística no Brasil. Durante a construção das plataformas autoelevatórias de petróleo P-59 e P-60 para a Petrobras, no Rio Paraguaçu, na Bahia, a Organização passou a integrar o Estaleiro Enseada Paraguaçu (EEP), atual Enseada Indústria Naval. Assim, a Odebrecht intensifica sua atuação na implantação de unidades offshore, como plataformas, navios especializados e sondas de perfuração em um novo Negócio. A Braskem incorpora a Quattor e a Sunoco Chemicals, tornando-se a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas. A Odebrecht Agroindustrial adquire a Brenco, uma das empresas líderes do setor. Click Me! 2011 Defesa e Tecnologia Odebrecht Defesa e Tecnologia A Braskem adquire ativos da Dow Chemical: duas plantas industriais nos Estados Unidos e duas na Alemanha. É criada a Odebrecht Defesa e Tecnologia, voltada para apoiar o desenvolvimento da indústria brasileira de Defesa. Pela primeira vez, a Odebrecht está entre as dez empresas mais admiradas pelos jovens do Brasil, de acordo com o ranking da Cia. de Talentos. Click Me! 2012 Concessões no Brasil e na América Latina Odebrecht Properties Edifício Odebrecht São Paulo, administrado pela Odebrecht Properties Rodovias Interoceânicas Norte e Sul, no Peru: ativos da Odebrecht Latinvest PrevNext É criada a Odebrecht Properties, para a operação de ativos imobiliários no Brasil Nasce a Odebrecht Latinvest, focada no investimento em logística e infraestrutura na América Latina, com projetos nos segmentos de estradas, mobilidade urbana e dutos, priorizando Colômbia, México, Panamá e Peru. Click Me! 2013 Investimentos em concessões Concessões Itaipava Arena Fonte Nova (BA) Itaipava Arena Pernambuco (PE) Estádio do Maracanã (RJ) PrevNext A Odebrecht investe fortemente em concessões e amplia seu portfólio, com a operação de arenas multiuso, rodovias, trens urbanos, serviços de saneamento básico, metrôs e aeroportos. São inauguradas as novas arenas Fonte Nova, na Bahia, e Pernambuco, e é reaberto o Estádio do Maracanã, após as reformas. As obras foram realizadas pela Construtora Norberto Odebrecht para a Copa do Mundo de 2014. A Odebrecht Properties passou a operar os equipamentos. Click Me! 2014 70 anos A SuperVia, no Rio de Janeiro, faz parte da Odebrecht Mobilidade Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio Obras de recuperação da navegabilidade do Rio Magdalena, na Colômbia Rota do Oeste, no Mato Grosso Celebrando a História PrevNext A Odebrecht completa 35 anos de atuação no Peru, 30 anos em Angola e dez anos em Moçambique. A Organização Odebrecht faz 70 anos, com atuação diversificada por meio de 15 Negócios, três Fundos de Investimento e cinco Empresas Auxiliares, além da atuação social da Fundação Odebrecht e do amplo conjunto de programas socioambientais e culturais nas Comunidades em que está presente. Odebrecht TransPort – em associação à Mitsui – cria a Odebrecht Mobilidade, voltada para atuação no segmento de transporte de passageiros, com quatro ativos: SuperVia (RJ), Move São Paulo (SP), VLT Carioca (RJ) e VLT de Goiânia (GO). A Concessionária Rio Galeão – formada por Odebrecht TransPort, Changi Airports International e Infraero – assume a operação do Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro. Os Negócios da Organização conquistam novos contratos no Brasil e no exterior: Recuperação de Navegabilidade do Rio Magdalena, na Colômbia, Gasoduto Los Ramones II Norte, no México, e novo trecho da Rodovia Costa Verde, no Peru, pela Odebrecht Engenharia & Construção Internacional; Melhorias da Segurança Energética do País e Desenvolvimento do Gasoduto Sul Peruano, pela Odebrecht Latinvest; e Rota das Fronteiras, no Paraná, e Rota do Oeste, no Mato Grosso, pela Odebrecht TransPort. A Braskem é eleita uma das 50 empresas mais inovadoras do ano pela revista Fast Company, e ganha destaque pelo trabalho de pesquisa em produtos de origem renovável, como o plástico “verde”. Click Me! 2015 50 anos de Fundação Odebrecht Selo comemorativo da Fundação Odebrecht A Odebrecht completa, em 2015, 25 anos de atuação nos Estados Unidos Cidade de Veracruz, no México, local da primeira operação da Odebrecht Ambiental fora do Brasil PrevNext Em 2015, a Fundação Odebrecht celebra 50 anos de história. Para marcar o momento, lança seu selo comemorativo, que usa a simbologia do infinito para reforçar o compromisso e a continuidade de suas ações. A Odebrecht completa 25 anos de atuação nos Estados Unidos. A Odebrecht Ambiental inicia, em dezembro, sua primeira operação no exterior, com o contrato de concessão de 30 anos para a operação dos serviços de água e esgoto em Veracruz, no México. Click Me! 2016 Expansão no México Complexo Petroquímico do México Foi inaugurado o Complexo Petroquímico do México, construído pela Odebrecht Engenharia & Construção Internacional - Engenharia Industrial, e operado pela Braskem em parceria com a mexicana Idesa. Fruto de um investimento de US$ 5,2 bilhões, o Complexo Petroquímico do México é considerado o maior investimento industrial greenfield já realizado por uma empresa brasileira no exterior. ORIGEM: ODEBRECHE FORÇA LOGÍSTICA A FORÇA DO BRASIL

Logística Concreta: FORÇA LOGÍSTICA: Duas novas ações questionam no ST...

Logística Concreta: FORÇA LOGÍSTICA: Duas novas ações questionam no ST...: FORÇA LOGÍSTICA: Duas novas ações questionam no STF Lei da Terceiri... : Duas novas ações questionam no STF Lei da Terceirização Chegar...

Solução logística do Porto de Imbituba será tema de debate na Fiesc

Solução logística do Porto de Imbituba será tema de debate na Fiesc As vantagens competitivas do transporte de cargas através do Porto de Imbituba serão o tema da próxima reunião da Câmara de Transporte e Logística da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), marcada para o dia 27 de abril, das 10h às 12h30, na sede da instituição, em Florianópolis. No encontro, também serão debatidos os assuntos: movimentação portuária catarinense, vantagens competitivas e comparativas do Terminal de Contêineres de Imbituba, experiências de sucesso nas operações de importação e exportação por intermédio do Porto de Imbituba. As inscrições são gratuitas, abertas ao público, e podem ser realizadas até dia 25 de abril através do site da Fiesc. Origem: ORS FORÇA LOGÍSTICA A FORÇA DO BRASIL

domingo, 16 de abril de 2017

TRANSPORTE E LOGÍSTICA

TRANSPORTE E LOGÍSTICA


Conceito
Logística





Processo de planejar, implementar e controlar eficientemente, ao custo correto, o fluxo e armazenagem de matérias-primas e estoque durante a fabricação de produtos acabados, e as informações relativas a essas atividades, desde o ponto de origem até o local de consumo, visando atender aos requisitos do cliente.
Cadeia de Abastecimento (Supply Chain Management)
Abordagem que visa oferecer o máximo valor ao cliente e o máximo retorno sobre o ativo fixo, através da gestão efetiva dos fluxos de materiais, produtos, informações e recursos financeiros, de extremo a extremo da cadeia, desde as fontes de suprimento até o consumidor final.
Transporte
Deslocamento de bens de um ponto a outro da rede logística, respeitando as restrições de integridade da carga e de confiabilidade de prazos. Não agrega valor aos produtos, mas é fundamental para que os mesmos cheguem ao seu ponto de aplicação, de forma a garantir o melhor desempenho dos investimentos dos diversos agentes econômicos envolvidos no processo
Origem: Fiesp
FORÇA LOGÍSTICA A FORÇA DO BRASIL.

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o FORÇA LOGÍSTICA gratuito:

Porto de Santos recebe licença operacional do Ibama

Porto de Santos recebe licença operacional do Ibama O Porto de Santos, maior porto do país, recebeu do Instituto Brasileiro do Meio Ambien...