Anuncie no Força Logística
Comunicação com o blog Força Logística somente por e-mail:
brazilverde@gmail.com

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Anvisa

abril 7, 2009
Comentários desativados


Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) trabalha na reavaliação de substâncias ativas utilizadas em agrotóxicos no Brasil
admin
agrotóxicos, saúde
[Envie este texto por Email]





Um dado preocupa as autoridades sanitárias nacionais. Em 2008, o Brasil assumiu o posto de maior consumidor de agrotóxicos em todo mundo, posição antes ocupada pelos Estados Unidos. Só o mercado de agrotóxicos movimentou mais de US$ 7 bilhões.

Para proteger a saúde da população dos riscos associados ao uso destes produtos nas cultura agrícolas nacionais, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) trabalha na reavaliação de substâncias ativas utilizadas em agrotóxicos no Brasil. “Como o registro de um agrotóxico é eterno, a reavaliação ocorre quando há alguma alteração de riscos à saúde, em comparação aos riscos avaliados durante a concessão de registro de determinada substância ativa”, explica a gerente de avaliação toxicológica da Anvisa, Letícia Rodrigues.

Até hoje, a Agência já proibiu o uso de quatro ingredientes ativos e restringiu severamente o uso de outros 19, utilizados na fabricação de mais de 300 agrotóxicos no país. “Nesse processo, destaca-se a proibição do uso como inseticida doméstico para o ingrediente ativo clorpirifós. Essa substância afetava o desenvolvimento neurológico e cognitivo de crianças que ficassem expostas a ela”, afirma Letícia.

Paralisação

Em 2008, uma série de decisões judiciais impediram a Anvisa de realizar a reavaliação de 14 ingredientes ativos (utilizados em mais de 200 agrotóxicos). “Empresas de agrotóxicos e o próprio Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola recorreram ao Judiciário para impedir a Anvisa de cumprir seu papel”, critica a consultora jurídica do Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC), Andrea Salazar.

Esse cenário contribuiu para o Brasil continuar a produzir e importar agrotóxicos proibidos em diversos países do mundo. “O que não se consegue mais vender para a União Européia, Estados Unidos, Canadá, Japão e China, acaba vindo parar no mercado brasileiro”, complementa Rosany Bocher, coordenadora do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas da Fundação Oswaldo Cruz.

A consultora jurídica do IDEC, Andrea Salazar, acredita que só após a existência de jurisprudência sobre o tema as barreiras jurídicas serão vencidas. “A superação desse entrave acontecerá a partir da pacificação da jurisprudência no sentido de reconhecer a imprescindibilidade da reavaliação dos agrotóxicos para a preservação da saúde da população, garantida textualmente pela legislação vigente.”, afirma Andrea.

Após moção de apoio do Conselho Nacional de Saúde, amplo apoio da sociedade civil organizada e recursos por parte da Advocacia Geral da União, a Anvisa consegui reverter as decisões judiciais para a reavaliação de 13 substâncias ativas. Somente a reavaliação do acefato foi declarada nula. As demais reavaliações foram retomadas e estão previstas para serem finalizadas até junho de 2009.

Reavaliação 2008

Lista de substâncias Alguns países onde está proibido Problemas relacionados
Abamectina - toxicidade aguda e suspeita de toxicidade reprodutiva do IA e de seus metabólitos
Acefato Comunidade Européia - neurotoxicidade, suspeita de carcinogenicidade e de toxicidade reprodutiva e a necessidade de revisar a Ingestão Diária Aceitável
Carbofurano Comunidade Européia, Estados Unidos - alta toxicidade aguda, suspeita de desregulação endócrina
Cihexatina Comunidade Européia, Japão, Estados Unidos, Canadá - alta toxicidade aguda, suspeita de carcinogenicidade para seres humanos, toxicidade reprodutiva e neurotoxicidade
Endossulfam Comunidade Européia, Índia (só está autorizada a produção do agrotóxico) - alta toxicidade aguda, suspeita de desregulação endócrina e toxicidade reprodutiva


Forato Comunidade Européia, Estados Unidos - alta toxicidade aguda e neurotoxicidade
Fosmete Comunidade Européia - neurotoxicidade
Glifosato
- larga utilização, casos de intoxicação, solicitação de revisão da Ingesta Diária Aceitável (IDA) por parte de empresa registrante, necessidade de controle de impurezas presentes no produto técnico e possíveis efeitos toxicológicos adversos
Lactofem Comunidade Européia - carcinogênico para humanos
Metamidofós Comunidade Européia, China, Índia - alta toxicidade aguda e neurotoxicidade
Paraquate Comunidade Européia - alta toxicidade aguda e toxicidade
Parationa Metílica Com. Européia, China - neurotoxicidade, suspeita de desregulação endócrina, mutagenicidade e carcinogenicidade
Tiram Estados Unidos - estudos demonstram mutagenicidade, toxicidade reprodutiva e suspeita de desregulação endócrina
Triclorfom Comunidade Européia - neurotoxicidade, potencial carcinogênico e toxicidade reprodutiva

Processos judiciais e situação

Autor da Ação Ingredientes ativos envolvidos Pedido do processo
Resultado atual das decisões judiciais e datas
Arysta Life Science Acefato - Suspensão da reavaliação do acefato Anulação da reavaliação
SINDAG Parationa Metílica, Metamidofós, Carbofurano, Endossulfan, Forato, Fosmete, Paraquate, Tiram e Triclorfom - Suspensão da reavaliação de 9 ingredientes ativos - Anvisa/AGU obteve a suspensão da liminar pelo juiz da 13ª Vara em 06 de novembro de 2008
Sipcam Isagro Cihexatina - Obtenção de Liminar suspendendo a conclusão da reavaliação da Cihexatina

- Anvisa/AGU obteve provimento de recurso no TRF 1ª Região em 04/02/2009

– Anvisa/AGU obtém a suspensão da liminar pela juíza da 6ª vara em 17/02/2009

Informações: Ascom/Assessoria de Imprensa da Anvisa

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

Gostou do que leu? Então, compartilhe ORIGEM: PORTAL ECO DEBATE FORLA LOGÍSTICA AFORÇA DO BRASIL
Postar um comentário

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o FORÇA LOGÍSTICA gratuito:

Governo planeja publicar novo decreto dos portos nesta quarta-feira (10)

Governo planeja publicar novo decreto dos portos nesta quarta-feira (10)   O setor portuário pode receber investimentos de a...