Pular para o conteúdo principal

Plataforma de Negócios e Inovação é inaugurada na Zona da Mata

Plataforma de Negócios e Inovação é 

i


 inaugurada na Zona da Mata

Objetivo é impulsionar os negócios e o desenvolvimento da região.
Grupos temáticos foram criados para abranger os setores envolvidos.

A gerente do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal de Juz de Fora (CRITT/UFJF), Débora Marques, apresentou as ferramentas da plataforma, que pode ser acessada através do link. “O principal objetivo do GDI é elevar a competitividade da Mata Mineira, a partir da aproximação do setor produtivo com os centros de geração de conhecimento, tecnologia e inovação, ou seja, propor estratégias para que esse desenvolvimento seja real”, disse Débora.
Para melhorar a estrutura do GDI, grupos temáticos foram criados para abranger todos os setores envolvidos nesta plataforma, como indústria, construção civil, energia, metal mecânica, alimentos e bebidas; turismo, através da gastronomia, do ecoturismo, do rural e do artístico-cultural; setor rural, com agroindústria, pecuária e agricultura; serviços, como comunicação, atividades imobiliárias e financeiras e logística; comércio, com o varejo e atacado; e tendências, nas economias criativa e solidária, sustentabilidade e tecnologia da informação, entre outras.


Objetivo é impulsionar os negócios e o desenvolvimento da região.


Grupos temáticos foram criados para abranger os setores envolvidos

Já está em funcionamento a “Plataforma de Negócios e Inovação”, do Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI-Mata). O objetivo é favorecer a troca de informações dos parceiros envolvidos e impulsionar os negócios regionais e o desenvolvimento da Zona da Mata. 
A gerente do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal de Juz de Fora (CRITT/UFJF), Débora Marques, apresentou as ferramentas da plataforma, que pode ser acessada através do link. “O principal objetivo do GDI é elevar a competitividade da Mata Mineira, a partir da aproximação do setor produtivo com os centros de geração de conhecimento, tecnologia e inovação, ou seja, propor estratégias para que esse desenvolvimento seja real”, disse Débora.
Para melhorar a estrutura do GDI, grupos temáticos foram criados para abranger todos os setores envolvidos nesta plataforma, como indústria, construção civil, energia, metal mecânica, alimentos e bebidas; turismo, através da gastronomia, do ecoturismo, do rural e do artístico-cultural; setor rural, com agroindústria, pecuária e agricultura; serviços, como comunicação, atividades imobiliárias e financeiras e logística; comércio, com o varejo e atacado; e tendências, nas economias criativa e solidária, sustentabilidade e tecnologia da informação, entre outras.
FORÇA LOGÍSTICA A FORÇA DO BRASIL

Postagens mais visitadas deste blog

O que é o Serviço a o Cliente

O que é Serviço ao Cliente?

Definições típicas de serviço ao cliente:

“Todas as atividades necessárias para receber, processar, entregar e faturar os pedidos dos clientes e fazer o acompanhamento de qualquer atividade em que houve falha”.
“Pontualidade e confiabilidade na entrega de materiais, de acordo com a expectativa do cliente”.
“Um complexo de atividades envolvendo todas as áreas do negócio que combina entre si, para entregar e faturar os produtos da companhia de maneira que seja percebida como satisfatória pelo cliente e que demonstre os objetivos da companhia”.
“O total de entrada de pedidos, todas as comunicações com os clientes, todas as remessas, todos os fretes, todas as faturas e controle total dos reparos dos produtos.”
“Entrega pontual, exata dos produtos pedidos pelos clientes, com um acompanhamento cuidadoso e resposta às perguntas, incluindo envio pontual da fatura”.

Em termos práticos, serviço ao cliente é fornecer “utilidade de tempo e de lugar” na transferência de mercad…

Como se mede o Nivel de Serviço Logistico.

Como se mede o Nível de Serviço Logístico?

O serviço ao cliente é cada vez mais valorizado, tanto pelos consumidores finais, quanto pelos clientes institucionais, pois apenas bons produtos e bons preços, não são suficientes para atender às exigências de uma transação comercial.
Embora, produto e preço sejam fatores essenciais, a rapidez na entrega, a disponibilidade de produtos, o bom atendimento, a ausência de avarias entre vários outros exemplos de serviços criam valor ao reduzir os custos para o cliente e ou aumentar sua vantagem competitiva.

O que Nível de Serviço Logístico?

• É a qualidade com que o fluxo de bens e serviços é gerenciado.
• É o desempenho oferecido pelos fornecedores a seus clientes.
• É o resultado líquido de todos os esforços logísticos da empresa.
• É aquilo que o cliente percebe além do produto em si.

Assim, como principais indicadores de nível de serviço logístico, podemos citar:

• Tempo médio de entrega.
• Variabilidade do tempo de entrega.
• Informações sobre o …