Anuncie no Força Logística
Comunicação com o blog Força Logística somente por e-mail:
brazilverde@gmail.com

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Trabalhadores encerram a greve na uzina hidrelétrica no Rio Madeira

Atualizado: 12/04/2013 17:15 | Por Quetila Ruiz, especial para O Estado, estadao.com.brTrabalhadores encerram greve nas usinas do Rio Madeira --------------------------------------ESTADÃO----------------------------------------- -------------------------------------------------------------------------------------- PORTO VELHO - Os operários que trabalham nas obras das hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, no Rio Madeira, aceitaram a proposta das empresas e decidiram encerrar a greve iniciada dia 02 de abril. Os consórcios ofereceram reajuste salarial de 11% e aumento no valor da cesta básica, que passou de R$ 270,00 para R$ 350,00. Os operários pediam 18% de reajuste, aumento da cesta básica para R$ 400 e maior Participação no Lucro de Resultados (PLR), entre outras reivindicações. "O movimento de greve terminou com um bom resultado para ambas as partes", relatou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil (Sticcero), Raimundo Soares da Costa. Não haverá desconto no salário dos trabalhadores pelos dias parados. De acordo com as empresas, os prejuízos com a paralisação ainda não foram contabilizados. O movimento foi pacífico em ambos os canteiros. Em nota a Central Única dos Trabalhadores (CUT) parabenizou os trabalhadores e o Sindicato pelo acordo, considerado melhor que o conquistado pelos operários da obra do Maracanã, no Rio de Janeiro. Aquele era até agora o melhor acordo trabalhista do ano, segundo a CUT. O reajuste salarial de 11% significa um aumento real de 4%, considerando que a inflação medida pelo INPC foi de 7%. Nesse ponto, o acordo foi igual ao dos operários do Maracanã, que elevou os pisos da categoria para R$ 1.005,79 para ajudante e R$ 1.392,63 para o oficial pedreiro e carpinteiro. O aumento da cesta básica foi de 30%. O valor passou para R$ 350,00, maior do que os R$ 330 obtidos pelos pedreiros cariocas. A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) foi de 30 horas para 33 horas mês, o que representa um valor anual correspondente a quase dois salários. Os operários conseguiram também licença para visitas à família, não obrigatoriedade de trabalho aos sábados, assistência médica, auxílio creche, auxílio a filho excepcional, dentre outros. ORIGEM: GLOBO.COM FORÇA LOGÍSTICA AFORÇA DO BRASIL ..
Postar um comentário

Gostou dessa matéria? Doe qualquer valor e ajude a manter o FORÇA LOGÍSTICA gratuito:

Governo planeja publicar novo decreto dos portos nesta quarta-feira (10)

Governo planeja publicar novo decreto dos portos nesta quarta-feira (10)   O setor portuário pode receber investimentos de a...